Morcego

Geralmente se abrigam em cavernas, frestas em rochas, forros, sótãos, porões, edificações, folhagens e copa de árvores. Alimentam-se de pólen, insetos, frutas e sangue, conforme a espécie.

Prevenção:

- Fechar orifícios e vãos que permitam a entrada desses animais em sótãos e sob telhados;
- Colocar telhas de vidro nos telhados para permitir a entrada de luz.

Danos Causados:

Todos os morcegos, independente do seu hábito alimentar, podem morder se forem indevidamente manipulados ou perturbados. Se estiverem infectados podem transmitir a raiva que é uma doença sempre fatal, na ausência de tratamento apropriado. Portanto, deve-se evitar o contato direto com estes animais.
Podem ser encontrados nos morcegos ou em suas fezes acumuladas nos abrigos diurnos vários agentes patogênicos, como bactérias, fungos e vírus. Dentre as doenças ocasionadas temos também a brucelose e a infecção respiratória (histoplasmose).

Método de Controle:

A ocorrência desses animais deve ser notificada aos órgãos competentes para que adotem as medidas cabíveis. Os métodos de controle englobam medidas de restrição aos morcegos e a utilização de substâncias químicas anti-coagulantes, as quais são de uso exclusivo dos Órgãos Oficiais.

Voltar